Entrada

Menu Principal

Sugestões do Mês

escritor escrevendo

Autor

livres-05 

Livro

opinião

Opinião

bandes-07 

Filme

musica

Música

Horas

Em cima do acontecimento

« < Maio 2017 > »
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4

Bibliotecas nas Redes Sociais

facebook     twitter

Centenário do Concelho

bibliodigital

SBA recriacao historica

Projetos e Programas

ler logo

 

conta-nos uma  historia logo

 

portal das escolas logo

 

seguranet

Visitantes online

Em linha

Temos 268 visitantes em linha

Publicidade

Faixa publicitária

Parceiros


 
Alojamento ESJBV ESJBV
Bem-vindo ao nosso portal
Dia de São Martinho PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quinta-feira, 10 novembro 2016 21:08

dia de são martinhoA lenda de Sáo Martinho

Num dia frio e chuvoso de inverno, Martinho seguia montado a cavalo quando encontrou um mendigo. Vendo o pedinte a tremer de frio e sem nada que lhe pudesse dar, pegou na espada e cortou o manto ao meio, cobrindo-o com uma das partes. Mais à frente, voltou a encontrar outro mendigo, com quem partilhou a outra metade da capa. Sem nada que o protegesse do frio, Martinho continuou viagem. Diz a lenda que, nesse momento, as nuvens negras desapareceram e o sol surgiu. O bom tempo prolongou-se por três dias.

Na noite seguinte, Cristo apareceu a Martinho num sonho. Usando o manto do mendigo, voltou-se para a multidão de anjos que o acompanhavam e disse em voz alta: “Martinho, ainda catecúmeno [que não foi batizado], cobriu-me com esta veste”.

As tradições do dia de São Martinho

O dia de São Martinho é festejado um pouco por toda a Europa, mas as celebrações variam de país para país. Em Portugal é tradição fazer-se um grande magusto, beber-se água-pé e jeropiga. Esta é também uma altura em que se prova o novo vinho. Como diz o ditado popular, “no dia de São Martinho, vai à adega e prova o vinho”.

De acordo com alguns autores, como José Leite de Vasconcelos e Ernesto Veiga de Oliveira, a realização dos magustos remonta a uma antiga tradição de comemoração do Dia de Todos os Santos, onde se acendiam fogueiras e se assavam castanhas. Em outros países, como na Alemanha, acendem-se fogueiras e fazem-se procissões, e em Espanha matam-se porcos, tradição que deu origem ao ditado popular “a cada cerdo le llega su San Martín” (“cada porco tem o seu São Martinho”). Também no Reino Unido existe a expressão “verão de São Martinho” que, apesar de já raramente utilizada, está também ligada com a crença de que o tempo melhora nos dias que antecedem o feriado

 
ERA UMA VEZ... Histórias para toda a família - Novembro de 2016 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quinta-feira, 10 novembro 2016 17:01

era uma vez... histórias para toda a família

 
Reportagem Especial – Adaptação às Alterações Climáticas em Portugal PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quarta-feira, 09 novembro 2016 10:32

Reportagem Especial – Adaptação às Alterações Climáticas em PortugalNeste livro, podemos acompanhar uma jornalista e um repórter de imagem enquanto fazem uma reportagem de televisão sobre a adaptação às alterações climáticas em Portugal, focando também um projeto de adaptação a nível municipal - ClimAdaPT.Local.

Neste percurso, cruzamo-nos com histórias e personagens reais, assistimos a conversas com especialistas no tema, conhecemos desafios postos pelas alterações climáticas e maneiras de lidarmos com eles.

O lançamento desta banda desenhada decorreu no dia 7 de Novembro, coincidindo com a data de início da COP22, em Marraquexe, na Fundação da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, pelas 17h00.

Esta banda desenhada é da autoria de Bruno Pinto (argumento), Penim Loureiro (desenho) e Quico Nogueira (cor). 

Disponível no site do projecto de forma gratuita, a banda desenhada aborda algumas consequências das alterações climáticas já verificadas em Portugal. 

 
Sábados Fantásticos - Novembro de 2016 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
sexta-feira, 04 novembro 2016 15:57

sabados fantasticos 5 11 2016

 
Clube de Leitura - Outubro de 2016 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
sexta-feira, 14 outubro 2016 08:13

clube de leitura

31 de outubro de 2016 | 15h30 | Sala João Belchior Viegas

À Descoberta jose tolentino de mendoncade José Tolentino de Mendonça

"Amar é não controlar o que o outro vai fazer com o amor"

O Clube de Leitura reinicia a sua atividade acolhendo o poeta José Tolentino de Mendonça, que nos vem falar sobre a sua obra e o seu pensamento 

Poeta, sacerdote e professor, José Tolentino Mendonça nasceu em 1965, na Ilha da Madeira.

Doutorado em Teologia Bíblica, em Roma, volta para Lisboa e nesta cidade, torna-se capelão e docente da cadeira de Teologia Bíblica na Universidade Católica. 

Padre desde os 24 anos de idade, José Tolentino Mendonça afirma que a sua vocação religiosa "foi uma coisa da juventude, inconsequente, imprudente, inesperada, que eu procuro manter. Ser padre é (...) aceitar a pobreza como condição. E a pobreza é uma coisa chata de viver. É achar que isso pode ser uma forma de dizer alguma coisa ao seu tempo. ". 

nenhum caminho será longoOcupando já um lugar de destaque na poesia portuguesa contemporânea, o autor, para quem "A poesia é a arte de resistir ao seu tempo", integrou uma delegação que representou Portugal, então país homenageado, em 1999, na 9.ª Bienal Internacional do livro do Rio de Janeiro, ao lado de uma plêiade conceituada de escritores e poetas portugueses.

Este prestígio foi legitimado através da escolha do seu nome para fazer parte de uma antologia de poetas portugueses, da responsabilidade da Lacerda Editores. Organizada por Alberto da Costa e Silva e Alexei Rueno, esta obra intitulada "Panorama da Moderna Poesia Portuguesa", reúne 72 poetas modernos consagrados, nomeadamente Jorge Sena, Nuno Júdice e Fernando Pinto do Amaral.

Em 2000, fez a apresentação da reedição do livro O Pobre Tolo de Teixeira de Pascoaes, escritor falecido em 1952 e de quem Tolentino Mendonça dizia ser "uma figura de fronteira na paisagem mental do século português ". 

Editou o seu primeiro livro de poesia Os Dias Contados em 1990 e, desde então, tem diversificado a sua obra como poeta, ensaísta e tradutor. Assim, em 1997 traduziu Cântico dos Cânticos, em 1994 editou o ensaio As Estratégias do Desejo: Um Discurso Bíblico Sobre a Sexualidade, em 1997 Longe Não Sabia, em 1998 A que Distância Deixaste o Coração e, finalmente, o livro de poesia De Igual Para Igual.

 
Feira de Outono nos Jardins Mediterrânicos - 2016 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quarta-feira, 12 outubro 2016 11:05

jardins em clima mediterranicos29 de outubro de 2016 | 11 às 16 horas | Jardim do Museu do Trajo

Feira de Outono dos Jardins Mediterrânicos

Descubra um mundo novo para o seu jardim. Conheça melhor as plantas típicas dos jardins mediterrânicos e explore as múltiplas opções para recriar um espaço natural adequado ao nosso clima, na tranquilidade do seu lar.

 Mostra de plantas adaptadas ao clima mediterrânico

 Informação e aconselhamento sobre jardinagem

 Palestras:

Ervas Aromáticas, usos contemporâneos e tradicionais: que aplicação no tratamento de pessoas e plantas?, por Fernanada Botelho;

Efeitos Medicinais das Plantas, por Daisy Mae, empresa Ceratonia;

Um oásis à mão de semear, pelo arquiteteo paisagista, Gonçalo Duarte Gomes.

 Venda de livros sobre jardinagem na zona do Mediterrâneo

Entrada: 1€ (entrada gratuita para menores de 16 anos).

 
Ciclo Passeios Natureza: Pegadas no Tempo - outubro de 2016 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quarta-feira, 12 outubro 2016 10:30

ciclo passeios natureza pegadas no tempo

30 de outubro de 2016 | 9h30m | São Brás Moderno

Ponto de Encontro: Edifício da antiga Pousada de São Brás

São Brás de Alportel chegou ao século XX num ambiente de franco desenvolvimento económico. A prosperidade verificada nas últimas décadas do século XIX, prolongada ainda durante as primeiras do seguinte, foi favorável à expansão da malha urbana.

O aumento da população deu origem à abertura de novas vias e largos. os edifícios refletiam um gosto novo - ecos das modas que se impunham externamente - e que chegaram progressivamente a esta vila.

Uma arquitetura com arte, plena de modernidade, vai guiar-nos em mais um périplo de domingo de manhã.

A inscrição é gratuita mas obrigatória. os interessados devem inscrever-se até 23 de outubro, juto do contacto 289 840 004 ou pelo endereço eletrónico Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 
Roteiro das Artes - Outubro de 2016 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
terça-feira, 11 outubro 2016 10:18

exposição nas mãos do saberO outono chega a São Brás de Alportel em tons artísticos, pela mão de um conjunto de artistas são-brasenses que assinam uma multiplicidade de trabalhos que podem ser apreciados nos diversos espaços de exposição do município, em mais um sugestivo Roteiro das Artes.

A Câmara Municipal de São Brás de Alportel valoriza a arte na formação do indivíduo, disponibilizando para tal aos munícipes um conjunto diversificado de espaços no concelho para a exibição de trabalhos das mais diversas formas de arte.

No dia 7 de outubro foi inaugurada na Galeria Municipal a exposição “Nas Mãos do Saber”, uma mostra de trabalhos dos alunos dos cursos de artes decorativas da Universidade Sénior. Estes alunos que acumulam uma enorme experiência de vida, dão-nos a conhecer como transformar experiências e saberes em peças artísticas, aplicando diferentes técnicas, materiais e muita criatividade. A exposição está patente ao público até dia 31 de outubro. 

“Perpetuar Momentos através da fotografia, é a sugestão de André Nunes, um jovem são-brasense que mostra a sua arte no Centro de Artes e Ofícios de 7 de outubro a 30 de dezembro, numa exibição que revela os seus olhares sobre os momentos, paisagens ou situações singulares do nosso quotidiano, que às vezes, escapam ao olhar dos menos atentos. 

No Centro Museológico do Alportel, a artista são-brasense Maria de Sousa da Silva apresenta a exposição “O Gosto pela Arte”, uma mostra de trabalhos em que o artesanato abraça as técnicas aplicadas na costura, dando corpo a uma grande diversidade de produtos originais. 

No Museu do Trajo continua patente a exposição “Engrenagens do Tempo, uma viagem pelas três primeiras décadas do século XX em São Brás de Alportel.

Na Galeria Nova do Museu o público pode apreciar a exposição de pintura com trabalhos de Ana Feu, Filomena Campos e Steve Cutting e, ainda este mês, a Galeria do Museu dá lugar à mostra fotográfica “O Melhor do Melhor, pelo Grupo de Fotógrafos do Algarve.

Este mês, São Brás de Alportel convida a entrar no Roteiro das Artes e a descobrir mais sobre o concelho e a região algarvia, pelas mãos de artistas locais e regionais, com mostras que revelam a criatividade e o talento de cada um.

 
ERA UMA VEZ... Histórias para toda a família - Outubro de 2016 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quinta-feira, 06 outubro 2016 16:10

eraa uma vez... histórias para toda a família

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Página 10 de 28