Entrada

Menu Principal

Sugestões do Mês

escritor escrevendo

Autor

livres-05 

Livro

opinião

Opinião

bandes-07 

Filme

musica

Música

Horas

Em cima do acontecimento

« < Maio 2017 > »
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4

Bibliotecas nas Redes Sociais

facebook     twitter

Centenário do Concelho

bibliodigital

SBA recriacao historica

Projetos e Programas

ler logo

 

conta-nos uma  historia logo

 

portal das escolas logo

 

seguranet

Visitantes online

Em linha

Temos 244 visitantes em linha

Publicidade

Faixa publicitária

Parceiros


 
Alojamento ESJBV ESJBV
Bem-vindo ao nosso portal
Charolas, a Força da Tradição PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quarta-feira, 04 janeiro 2017 20:36

charolas 2017Em São Brás de Alportel, o Programa de Valorização das Tradições Musicais “Charolas, a Força da Tradição” dá as boas vindas ao ano novo de 2017 com as típicas cantigas das janeiras, em louvor ao Deus Menino.

O programa de actuações decorre até 8 de Janeiro, em diversos locais do concelho.

Com os cânticos e as “vivas” habituais, improvisadas ao sabor do momento, o programa arranca na manhã de dia 6, Dia de Reis, com a actuação da Charola da Casa do Povo de Estoi no salão de festas da Santa Casa da Misericórdia, pelas 10h30.

O Dia de Reis culmina com o momento mais alto do programa, quando pelas 21 horas, o Cineteatro se prepara para receber o XXXIV Encontro de Charolas de São Brás com um programa em que o elenco é composto integralmente por grupos algarvios: o Grupo Coral Alentejanos de Tunes, a Charola Amizade Estoiense, a Charola da Casa do Povo de Santa Catarina da Fonte do Bispo, a Charola do Grupo Desportivo e Cultural de Machados, a Charola da Casa do Povo da Conceição de Faro e a Charola da Mesquita. O espectáculo tem como sempre entrada gratuita e promete casa cheia.

No sábado, dia 7, a manhã começa no Mercado Municipal com o habitual encontro de charolas do concelho, a arrancar com a Charola “Os Charolas”, pelas 9h30 horas, seguindo-se a Charola da Mesquita e a Charola dos Machados. À tarde, a digressão das charolas por diversos sítios do concelho começa a partir das 14h30, com paragens nos sítios de Almargens, Alportel, Mealhas, São Romão, Vilarinhos, e também no Restaurante Zé Dias e no Café União, na vila.

O Centro de Convívio de Parises, que celebra no ano de 2017 o seu quarto aniversário, assinala um percurso pautado por muito trabalho e empenho com a actuação da Charola da Mesquita, no dia 8, domingo, pelas 14h30O ciclo do programa de valorização das tradições musicais prossegue na Santa Casa da Misericórdia com a actuação das charolas do concelho também no dia 8, pelas 15 horas.

Termina na tarde de dia 15, com mais um momento de animação na sede do Futebol Clube Cabeça do Velho.

 
Sábados Fantásticos - Janeiro de 2017 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quarta-feira, 04 janeiro 2017 15:15

sábads fantásticos - 7 d janeiro de 20177 de janeiro | 15h00 | Sala Juvenil

No 1.º sábado de cada mês, na Biblioteca Municipal, é dia de jogos!

O Grupo de Jogos de Tabuleiro de São Brás de Alportel prepara-se para receber o novo ano com mais um encontro dedicado à actividade lúdica que tem conquistado fãs um pouco por todo o mundo.

Será no próximo dia 7 de Janeiro que os jogos de tabuleiro regressam à Biblioteca Municipal de São Brás de Alportel para mais uma tarde de diversão e aprendizagem.

Se gostas de jogos que unem a estratégia ao fantástico – Catan, Hobbit, Magic, Dangers and Dragons- e tens mais de 14 anos, junta-te a nós.

Esta iniciativa convida miúdos e graúdos a descobrir mais deste fascinante mundo que tem merecido nos últimos anos uma especial atenção, reconquistando algum do espaço "roubado" pelas consolas.

Organização da Câmara Municipal de São Brás de Alportel em parceria com a Associação AL-Portel.

 
Miúdos a votos: quais os livros mais fixes? PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
segunda-feira, 12 dezembro 2016 09:49

miudosa votosNuma iniciativa inédita, a VISÃO Júnior e a Rede de Bibliotecas Escolares organizam a eleição dos livros preferidos das crianças e jovens portugueses.

O processo será semelhante ao de umas eleições políticas, promovendo simultaneamente a leitura e a cidadania: haverá recenseamento, apresentação de candidaturas, campanha eleitoral, votação e escrutínio dos votos, organizados e participados por alunos.

Durante a campanha eleitoral, estes defenderão junto dos colegas os seus livros preferidos – podendo fazê-lo em comícios, cartazes, programas de rádio e televisão, sessões de esclarecimento, debates…

Se frequentas o 2.º ou 3.º Ciclos, apresenta, até 19 de dezembro de 2016, a candidatura do(s) teu(s) livro(s) preferido(s) (prosa, poesia, banda desenhada ou teatro).

Preenche o formulário disponível aqui

arrow9 Regulamento

 
1 de Dezembro - Restauração da Independência PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quinta-feira, 01 dezembro 2016 10:05

UM POVO SEM MEMÓRIA ... É UM POVO SEM FUTURO.

Hoje comemora-se a Restauração da Independência, ocorrida em 1 de dezembro de 1640

O videograma educativo criado pela Porto Editora dá-te a conhecer o significado do que aconteceu naquela data.

Ora vê...

 
ERA UMA VEZ... Histórias para toda a família - Dezembro de 2016 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quarta-feira, 30 novembro 2016 21:24

cartaz era uma vez dezembro

 
Apresentação do livro "Deixar Aleppo" PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
terça-feira, 29 novembro 2016 17:24

Deixar Aleppo cartaz2 de dezembro | 16h00 | Sala João Belchior Viegas

Apresentação do livro "Deixar Aleppo" de Manuela Niza Ribeiro

Um inspector do SEF em missão na Grécia; uma portuguesa dos Médicos Sem Fronteiras;  as famílias desestruturadas, estilhaçadas, no repente, no súbito repente, entre a normalidade e o caos; a sobrevivência a todo o custo, a todo o preço; fronteiras, liberdade, vidas; olhares diferentes, interesses diferentes, posturas diferentes... mas tudo, tudo pessoas, tudo, simplesmente, pessoas...

Docente universitária e funcionária superior do SEF, Serviço de Estrangeiros e Fronteira, Manuela Niza Ribeiro traz para as páginas do seu último livro a vida real.

Apresentação de Maria Luísa Francisco.

Contamos consigo!

 
Exposição "Arte Solidária - Feito por Mãos Especiais" PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
sexta-feira, 25 novembro 2016 10:09

arte solidária - feito por mãos especiaisOs Alunos com Necessidades Educativas Especiais de Caráter Permanente (Currículo Específico Individual) dos 2º e 3º ciclos, orientados pelas professoras de Educação Especial, têm vindo a desenvolver, no atelier de expressão plástica, diversos trabalhos que visam promover a imaginação, a criatividade, o sentido estético e a motricidade fina, bem como competências de relacionamento interpessoal e social.

São esses trabalhos que pode ver na exposição patente ao público, de 2 a 31 de dezembro de 2016, de 3.ª a 6.ª feira e sábado de manhã, na Galeria Municipal, das 9h30 às 13h00 e entre as 14h00 e as 17h30.

 
Passeios Natureza "Pegadas no Tempo - Novembro 2016 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
sexta-feira, 25 novembro 2016 08:49

são brás contemporâneoO passeio temático de novembro a São Brás Contemporâneo, no dia 27, domingo, encerra o Ciclo de Passeios 2016 – Pegadas no Tempo, um ciclo formado por 8 passeios pedestres por diferentes épocas históricas.

Esta iniciativa mensal da Câmara Municipal de São Brás de Alportel teve início numa abordagem ao período romano, em fevereiro, e prosseguiu pelos períodos islâmico, Medieval, Barroco, Romântico, Industrial, Moderno até ao tema do atual mês,  o contemporâneo.

A última expedição tem como ponto de encontro o terminal rodoviário pelas 10h00 e parte rumo à zona serrana do município, na companhia do antropólogo Artur Gregório da Associação IN LOCO.

Ao longo de um percurso de 8,5 KM em plena Serra do Caldeirão os participantes serão desafiados a refletir sobre “Como gostaríamos que fosse São Brás de Alportel de aqui a 100 anos? “ uma viagem imaginária, guiada pela utopia, mas que deve ser orientadora de escolhes e opções do presente.

O Ciclo de Passeios Natureza, lançado na edição deste ano sob a temática das “Pegadas no Tempo” visa a promover e valorizar o património histórico, arquitetónico e de natureza do município de São Brás de Alportel, e a reflexão sobre os mesmos, direcionando esta atividade para  participantes de todas as idades.

A inscrição é gratuita, mas obrigatória através do Tel. 289 840 019 ou através do e-mail.  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 
Apresentação do livro "Na lonjura de Timor" PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
sexta-feira, 18 novembro 2016 11:32

na lonjura de Timor 23 de novembro | 17H00 | Biblioteca Municipal

Apresentação do livro "Na lonjura de Timor"

No mês em que comemoramos o 13.º aniversário da atribuição do nome de Estanco Louro comopatrono da Biblioteca Municipal, apresentamos aos nossos utentes a obra literária "Na lonjura de Timor" de autoria de José António Cabrita.

A apreentação estará a cargo do Dr. José do Carmo Correia Martins.

Sobre o livro:

"Timor: a mais distante, a menos conhecida, a mais enfeitiçadoraparcela desse canto europeu, cujo alto Império o Sol, logo em nascendo vê primeiro, foi também terra de muitos degredos. E de algumas deportações de pendor acentuadamente político. Anarquistas, deportados políticos, deportados sociais, cadastrados ou vadios, assim denominados, a certo tempo, chegaram a compor a sociedade timorense com um contingente de cerca de meio milhar de homens.

Alguns não resistiram às duras condições de vida; outros ali ganharam impulso para outros destinos, havendo um que alcançaria, até, um dos mais altos lugares da administração colonial; outros, ainda, se ficaram pela ilha verde e vermelha de Timor, construindo família e forjando um património matéria e social de grande vulto; e houve quem, vencido o tempo da pena, voltasse às suas origens para continuar a lutar pelos seus ideais.

Este escrito, de que se desejou um título – Na lonjura de Timor lha dook rai timor – escrito nas línguas constitucionalmente oficiais em Timor-Leste, dá conta de alguns desses casos de deportação política e a sua edição acontece num momento em que se comemora meio milénio desde que aquelas duas línguas se encontraram, para dar começo a um futuro inevitavelmente comum." (texto da contracapa do Livro)

Sobre o autor:

jose antonio cabritaJosé António Cabrita nasceu no ano de 1949. Estudou sociologia, e foi essa maneira de perceber como as pessoas interagem, se organizam e protagonizam a mudança, que ensinou por muitos anos.

Sobre o assunto, por vezes em grupo, redigiu um punhado de escritos, uns, que não romperam as paredes da academia, outros, muito poucos, que por aí andam, à disposição de quem se interesse: “Imagens da integração: representações sociais sobre a integração da agricultura portuguesa na Comunidade Europeia” (1992), Entre a Gândara e a Terra Galega (1998), José Maria dos Santos. E antes de “grande agricultor”? (1999), “Folclore da região caramela ou folclore de feição caramela de entre Tejo e Sado?” (2000), Rio Frio, retrato de uma grande casa agrícola (2006), e A fortuna de um fazedor de sonhos (2009).

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Página 9 de 28