Entrada

Menu Principal

Sugestões do Mês

escritor escrevendo

Autor

livres-05 

Livro

opinião

Opinião

bandes-07 

Filme

musica

Música

Horas

Em cima do acontecimento

« < Maio 2017 > »
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4

Bibliotecas nas Redes Sociais

facebook     twitter

Centenário do Concelho

bibliodigital

SBA recriacao historica

Projetos e Programas

ler logo

 

conta-nos uma  historia logo

 

portal das escolas logo

 

seguranet

Visitantes online

Em linha

Temos 231 visitantes em linha

Publicidade

Faixa publicitária

Parceiros


 
Alojamento ESJBV ESJBV
Bem-vindo ao nosso portal
Encontros com a escritora Manuela Ribeiro PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
segunda-feira, 20 fevereiro 2017 16:19

encontro_manuela_ribeiro_02No dia 17 de fevereiro, a escritora Manuela Ribeiro voltou às Bibliotecas Escolares e à Biblioteca Municipal de São Brás de Alportel, para mais encontros com os nossos alunos, sobre os seus livros.

Este ano, foram convidados os alunos da EB1 do Alportel (do 1.º ao 4.º Ano), da EB1 da Mesquita (do 1.º ao 4.º Ano), da EB1 N.º 2 (2.º e 3.º Anos) e da Escola Básica do 2.º e 3.º Ciclos Poeta Bernardo de Passos (5.º D e 5.º E).

Mais 154 alunos, junto dos quais se promoveu a leitura, a escrita, a narração oral, a ilustração, as histórias, as personagens…

Enfim, o sonho e a criatividade… tudo à volta dos livros.

encontro_manuela_ribeiro_01 encontro_manuela_ribeiro_03 encontro_manuela_ribeiro_04
encontro_manuela_ribeiro_05 ncontro_manuela_ribeiro_06 encontro_manuela_ribeiro_07
 
Apresentação do livro "A plantinha dos meus pais..." PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
sexta-feira, 17 fevereiro 2017 08:49

a plantinha dos meus pais...17 de fevereiro | 15h30 | Biblioteca Municipal

Apresentação do livro "A Plantinha dos meus Pais..."

A escritora Manuela Ribeiro regressa a São Brás de Alportel para apresentar a sua obra "A Plantinha dos meus Pais" aos nossos alunos do 1.º Ciclo do ensino Básico.

Este seu novo livro, ilustrado por Nídia Nadir, dirigi-se a crianças e educadores.

É um livro para falar das famílias e de alguns problemas que elas enfrentam na vida real, muito especialmente a infertilidade e o desejo de adoção.

A "plantinha" é aqui a metáfora da criança desejada. E quando, finalmente, a possibilidade de adoção surge, a família exulta e exclama com um sorriso de felicidade:

"- É esta! É esta a nossa plantinha!"

 
A História através do Colecionismo PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quarta-feira, 15 fevereiro 2017 11:41

a historia atraves do colecionismo cartaz18 a 28 de fevereiro | Galeria Municipal

Exposição "A História através do Colecionismo"

Com o objetivo de divulgar e promover a atividade do colecionismo, os Amigos da Filatelia apresentam uma exposição que aborda diferentes conteúdos históricos, quer seja pelas relíquias que se podem observar, peças de colecionismo raras e antiguidades, quer seja pelo alinhamento das coleções apresentadas.

Ingresse numa viagem por fatos históricos contados através das coleções filatélicas, de numismática, de postais ou de miniaturas.

Inauguração dia 18, a partir das 10h30.

Historia  atraves do colecionismo 01 Historia  atraves do colecionismo 02
 
Concerto: Leviticus - São Petersburgo vem a São Brás! PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quarta-feira, 15 fevereiro 2017 11:03

concerto leviticus17 de fevereiro | 19h30 | Museu do Trajo

Concerto pelo Grupo "Leviticus" de São Petersburgo

Uma oportunidade única para ouvir Leviticus, um grupo de músicos excepcionais de São Petersburgo, Rússia.

Organizado por Ilie Corotoriu, um dos maestros no Teatro Bolshoi e Diretor Artístico do Festival de Música de São Petersburgo, o grupo já tocou em Israel, Hong Kong, Inglaterra, EUA, além da Rússia.

O programa inclui obras de Rachmaninov, Tchaikovsky, bem como músicas tradicionais russas e música Klezmer.

Em palco vão estar Yevgeny Zhelinski, compositor e mestre do balalaika no Conservatório de Música de São Petersburgo, juntamente com outros músicos que irão tocar violino, piano, violoncelo, clarinete e instrumentos tradicionais russos.

O concerto tem ainda uma vertente solidária uma vez que as receitas da bilheteira vão reverter para ajuda aos tratamentos de que necessita a jovem são-brasense Miriam, “a pequena lutadora”

Contamos com o seu apoio para esta causa. Reserve já o seu lugar!

Bilhetes 20 €.

 
Moçoilas - Contrabandos Musicais PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quinta-feira, 09 fevereiro 2017 16:52

mocoilascas digressao cvsba12 de fevereiro | 16h00 | Sede do Futebol Clube Cabeça da Velho

Moçoilas - Contrabandos Musicais

As Moçoilas surgiram em 1994, especificamente para uma apresentação da Serra do Caldeirão, nas suas expressões Algarvias e Alentejanas, na Festa do Desenvolvimento Local – Manifesta 94.

Os cantares da Serra eram muitos, os improvisos e acontecimentos espontâneos também, mas... não havia nenhum grupo organizado que pudesse apresentar-se ao público com toda a essência e alegria próprias deste sul-interior do país.

Nascem, assim, naturalmente de uma grande vontade de cantar e de partilhar esse gosto umas com as outras. 

A ideia de divulgar as canções da Serra do Caldeirão e o modo de cantar das gentes do campo, continua latente na intenção destas moçoilas, donde sobressaem os sabores da tradição, da descontração, da modernidade e, também, de todo um envolvimento, que dão aquele toque tão subtil de originalidade.

Um aperitivo

Continuar a ler...
 
Curso Breve de Nova Literatura (1999-2015) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quarta-feira, 08 fevereiro 2017 12:10

cartaz nova literatura v215 e 22 de Fevereiro | 14h30 > 17h30 | Biblioteca Municipal

Curso Breve de Nova Literatura (1990-2015)

Nova poesia e microficção – curso ministrado por Paulo Pires

Formação para professores, mediadores da leitura, bibliotecários ou técnicos, animadores socio culturais ou curiosos e apaixonados da literatura.

Pretende-se contribuir para a desmistificação de visões redutoras e de preconceitos diversos que ainda persistem relativamente à escrita breve e ao género poético contemporâneo, realçando a sua diversidade, originalidade e “utilidade”, quer para a contínua estimulação de leitores já consolidados, quer para a desejada criação de novos públicos.

É fundamental, para quem trabalha em contextos pedagógicos e biblioteconómicos, ter um conhecimento atualizado, abrangente, crítico e seletivo dos autores e obras que todos os dias chegam às livrarias, contextos digitais e media.

Na área da mediação da leitura, sobretudo com o público jovem em idade escolar mas também com os adultos menos familiarizados com o universo literário, é necessário encontrar matéria-prima (textos, autores) e perspetivas atrativas e adaptadas ao perfil e exigências desses destinatários, bem como instrumentos e estratégias de transmissão adequados aos mesmos, nomeadamente o recurso crescente a linguagens, registos e experiências de cariz inter-multidisciplinar. Tanto a novíssima poesia como a novel e fértil microficção portuguesas – géneros sobre os quais ainda recai um acentuado desconhecimento e alguns preconceitos/estereótipos – podem, de facto, pelas suas indesmentíveis vitalidade e diversidade, constituir-se como recursos úteis, dinâmicos e eficazes para a criação e/ou aumento e consolidação dos hábitos de leitura.

Inscrições no balcão da Biblioteca.

 
Exposição "O Nosso Algarve" PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quarta-feira, 08 fevereiro 2017 10:49

exposicao o nosso algarveAté ao próximo dia 14 ainda pode visitar a exposição de João Gomes, patente na Galeria Municipal, subordinada ao tema "O Nosso Algarve".

"João Gomes nasceu no Alentejo mas veio muito cedo para o Algarve, onde reside atualmente. Desde muito cedo sentiu o "apelo das artes", tendo dedicado a sua vida a cultivar essa paixão, um romance que somou, até aos dias de hoje, mais de trinta anos.

Com criatividade quanto baste, não se fica só pela pintura, fazendo incursões na escultura, artesanato e também na escrita. Prova do tempo que dedica às letras está nos quatro livros que o artista publicou". (in "Ciclo de Exposições 2017"

o nosso algarve 01 o nosso algarve 02 o nosso algarve 03 o nosso algarve 04
o nosso algarve 05 o nosso algarve 06 o nosso algarve 07 o nosso algarve 08
 
Ciclo Passeios Natureza: "Somos o que comemos" - fevereiro de 2017 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quarta-feira, 08 fevereiro 2017 10:30

Cartaz Ciclo Passeios fevereiro 201712 de fevereiro | 10h00 | Centro Explicativo da Calçadinha

Somos o que comemos... à descoberta da Dieta Mediterrânica

Em fevereiro o Ciclo de Passeios Natureza de São Brás de Alportel prossegue “À Redescoberta da Dieta Mediterrânica”, na companhia do sociólogo Jorge Queiroz, coordenador da candidatura portuguesa na Declaração da Dieta Mediterrânica como Património Cultural Imaterial da Humanidade.

O Centro Explicativo e de Acolhimento da Calçadinha é o ponto de partida para esta expedição, rumo ao passado comum de toda uma região marcada pelo cruzamento e diálogo de diferentes civilizações. É com base neste passado que se ergueu um valioso património com identidade e memória, que vale a pena conhecer. Está patente nas nossas raízes comuns e na herança partilhada com os povos do mediterrâneo, traduzindo-se naquilo que somos. 

O Ciclo de Passeios Natureza de São Brás de Alportel 2017 envereda por caminhos de um passado que não se cinge apenas ao padrão alimentar mas a um conceito mais alargado da Dieta Mediterrânica que envolve a nossa forma de estar na vida.

Embora de participação gratuita os caminhantes deverão inscrever-se junto do Gabinete do Munícipe, no edifício da Câmara Municipal, ou através do Tel. 289 840 019 ou e-mail. Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

 
Concerto da Banda da Armada Portuguesa PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
terça-feira, 07 fevereiro 2017 20:37

concerto banda armada10 de fevereiro | 21h30 | Cineteatro São Brás

Concerto da Banda da Armada Portuguesa

Ao longo dos mais de quinhentos anos de existência de formações musicais na Armada, a Banda da Armada Portuguesa é fruto do esforço e renovação que tem vindo a ganhar visibilidade nacional e internacional ao longo dos tempos. A gravação e edição de CD’s, a participação de diversos compositores e instrumentistas de mérito têm contribuído de forma decisiva para trilhar este percurso de mérito.

A longa história do grupo contempla inúmeras atuações e distinções a nível nacional e internacional, das quais se destacam: a atribuição da Medalha de Ouro de Serviços Distintos por Sua Excelência o Almirante CEMA ou a conquista do Prémio Identitas Mare, galardão da PwC (Price water house Coopers) Portugal, que visa reconhecer a excelência e o mérito de pessoas ou entidades que utilizam as temáticas do meio aquático como recurso e meio inspirador das suas produções de arte e cultura.

Ao longo dos tempos a Banda da Armada tem desenvolvido um trabalho de grande interesse público, tanto ao nível do cerimonial militar e do protocolo de Estado, como no âmbito cultural, mediante a realização de concertos por todo o território português e no estrangeiro. 

A Banda da Armada Portuguesa atua sob orientação do Maestro Capitão-tenente Chefe da Banda da Armada, Délio Alexandre Coelho Gonçalves, desde 2010. 

O espetáculo é de entrada gratuita e tem a duração de cerca de 90 minutos.

Um aperitivo...

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Página 6 de 28